Notícias

Conselho de Turismo debate a sustentabilidade e o legado dos megaeventos

28/09/2012

Fonte: CNC

O Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reuniu-se no dia 26 de setembro, véspera do Dia Mundial do Turismo e do Dia Nacional do Turismólogo, promovendo palestra intitulada “Sustentabilidade e o Comitê Olímpico Internacional (COI)”, proferida pela conselheira, professora e consultora Maureen Flores, que expôs as conclusões de seu projeto de pesquisa sobre o Comitê Olímpico Internacional e os Jogos de 2016.

 

Maureen apresentou a estrutura de funcionamento do COI e resgatou sua história, com destaque para os momentos em que a responsabilidade ambiental e social e a transparência na governança tornaram-se preocupações constantes do Comitê. A conselheira abordou, também, as respostas do COI às demandas de sustentabilidade e defendeu que a gestão do legado dos megaeventos é uma tarefa que cabe a múltiplos atores. “O legado não é responsabilidade só do governo, mas também dos patrocinadores e do Comitê organizador local”, afirmou a palestrante. Para Maureen, é importante que haja uma cobrança por parte da sociedade em relação ao que será herdado dos megaeventos, no que se refere tanto à infraestrutura urbana quanto a ativos sociais, como investimentos em educação e na formação de atletas de alto rendimento.

 

Durante o encontro, o presidente do Conselho, Alexandre Sampaio, empossou quatro novos integrantes, os quais foram apresentados, por Anita Pires, vice-presidente do órgão.

 

Passaram a integrar o Conselho de Turismo da CNC o presidente Executivo da União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe), Armando Arruda Pereira de Campos Mello; o presidente do Instituto Brasileiro de Turismólogos, Marcio Bensuaschi; o coordenador do Observatório de Turismo da Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro e oficial do CBMERJ, José Guilherme de Moraes Neto, e o sócio e CEO da JZ Kenes Brazil, Juarez Augusto Carvalho Filho, que presidiu entidades de classe como a Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc) e a Federação de Entidades Organizadoras de Congressos e Afins da América Latina (Cocal).