Notícias

Aeroporto de Brasília receberá R$ 750 milhões em investimentos até a Copa do Mundo

11/10/2012

Fonte: CNT

Autor: Rosalvo Streit

O Consórcio Inframérica Aeroportos, vencedor do leilão para administrar o Aeroporto Internacional de Brasília, vai investir R$ 750 milhões no terminal até a Copa do Mundo de 2014. O valor é superior aos R$ 626 milhões anunciados em junho deste ano, durante a assinatura do contrato de concessão. Até a última etapa, a previsão de alocação de recursos é de R$ 2,8 bilhões.



O grupo apresentou nesta quinta-feira (11) o plano de reforma e ampliação do aeroporto nos próximos 25 anos, período total da concessão. A Inframérica passa a operar oficialmente o aeroporto em 30 de novembro, mas com a supervisão da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) pelo prazo de 90 dias.



Entre as melhorias para os próximos dois anos, o presidente do Conselho do Consórcio Inframérica, José Antunes Sobrinho, citou a reforma de dois terminais e a construção de um novo com 15 novas posições de embarque, dividido em duas partes. O estacionamento vai dobrar de capacidade e será ampliado para três mil vagas. Ele garantiu que todas as obras serão entregues a tempo, antes do início dos jogos.



brasilia1_11102012.jpg


Com os três terminais em funcionamento, vai aumentar de 13 para 28 o número de pontes de acesso aos aviões. Até a Copa, aproximadamente mil empregados devem trabalhar no projeto. Serão utilizados três turnos nas obras internas e dois nas reformas externas. “O objetivo é não retirar o conforto dos passageiros. Temos um planejamento estratégico para afetar da menor maneira possível os usuários”, destacou Sobrinho.



A entrada do aeroporto deve ganhar uma nova cobertura e uma nova pista, enquanto o terceiro andar do terminal será fechado e climatizado. Outras obras previstas são a instalação da maior sala VIP da América Latina - conceito inédito no Brasil -, construção de corredores, lojas, lanchonetes e instalação de esteiras mecânicas, além da implantação de um novo sistema de atendimento ao usuário.



A expectativa é receber R$ 21 milhões de passageiros em 2014, mais da metade da quantidade prevista até o final da concessão, 41 milhões. “Brasília está nos dando muita satisfação à medida que conhecemos o aeroporto. Temos visto que há potencial para ampliar o transporte de passageiros e de cargas. Estamos estudando profundamente essas questões para definir qual será o perfil comercial do terminal”, disse Sobrinho.



As intervenções iniciais, que ainda serão realizadas em parceria com a Infraero, preveem a revitalização de banheiros, reforma da cobertura, conserto de escadas rolantes, implantação de um elevador adicional próximo à área de embarque, pintura de estruturas metálicas e uma nova identidade visual para o aeroporto.



brasilia3_11102012.jpg


Transição
Sobre essa fase de transição, o presidente da Infraero, Gustavo do Valle, garantiu que não existirão problemas com a concessionária. “Todo o processo, desde o dia 28 de agosto [data em que começou o plano de transferência operacional], é feito de forma transparente. Não se toma mais nenhuma decisão que não seja em conjunto, seja sob o ponto de vista de investimentos ou sob o aspecto da administração do aeroporto”, esclareceu.